Lelo Nazario | Projeto MI2
Lelo Nazario | piano, teclados, samplers, sons eletrônicos
Andrea Ernest Dias | flautas
Felix Wagner | Rhodes, synth
Ícone da vanguarda brasileira, Lelo Nazario lança CD inventivo

Novo álbum reúne peças inéditas que combinam linguagens de vanguarda e tecnologias de ponta com uma produção totalmente artesanal


O “
Projeto MI2Mais Independente Impossível” é o sexto álbum solo do compositor, pianista e produtor Lelo Nazario. Sinônimo de vanguarda e atemporalidade, Lelo já foi chamado de “experimentador inventivo”, “brasileiro universal”, “o músico mais completo da sua geração”, “mestre da vanguarda”. Com este novo CD, o compositor mostra uma constante reinvenção em sua música ao explorar diferentes gêneros e ao recusar padrões convencionais.

O “
Projeto MI2” nasceu da ideia de produzir um CD realizado pelo compositor totalmente em seu estúdio (Utopia Studio): da gravação à masterização, da capa à impressão e inclusive o corte de cada CD, sempre com altíssima qualidade. Isso quer dizer que cada cópia é produzida à mão, de forma artesanal, unidade por unidade, levando a assinatura do autor no encarte e no próprio CD, o que assegura a originalidade do produto. A produção artesanal de um disco de vanguarda não deixa de ser uma resposta paradoxal à indústria fonográfica, além de uma atitude crítica de um artista que sempre procurou enfrentar as questões do seu tempo.

Mais Independente Impossível” reúne oito composições inéditas e uma regravação, todas escritas por Lelo Nazario, nas quais o artista toca piano, sintetizadores, Rhodes e samplers. Além disso, o disco conta com a participação, em três faixas, do pianista e compositor Felix Wagner e da flautista Andrea Ernest Dias.

As músicas foram compostas e gravadas em épocas distintas, com equipamentos e instrumentos diversos. A seleção foi baseada nas várias linguagens de vanguarda e tecnologias de ponta usadas na sua composição, e não num gênero específico. Com isso, diferentes estilos musicais convivem num mesmo disco, algo bastante incomum no cenário musical da vanguarda ou do jazz brasileiros. Por exemplo, no “
Projeto MI2”, a peça erudita para flautas “Esquisses” ou a instrumental “Maracaturbo”, que evoca o ritmo brasileiro tradicional, contrastam com as eletroacústicas “Ex-sense” e “Limite Sigma” e com “Cinco Cantos”, para um quarteto de jazz contemporâneo.

São as linguagens de vanguarda que alinhavam o contraste de gêneros, enquanto a massa sonora que sustenta várias composições é criada por tecnologias virtuais, como o software MAX MSP (gravados entre 1995 e 2005) e timbres dos novos sintetizadores dinâmicos, como o VPS Avenger, Aparillo, Massive X, Waves Flow Motion, Reaktor, Softube Modular, entre outros.

Trata-se de um material que requer atenção do ouvinte, principalmente as obras eletroacústicas que possuem uma grande densidade de eventos e cujo entrelaçamento produz resultados inesperados.

O álbum será vendido por e-mail no
UTOPIA Studio e nas lojas: Locomotiva, Pop’s e Baratos Afins